terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Ptolomeu

Cláudio Ptolomeu foi um cientista nascido por volta de 90 d.C. na cidade de Ptolemaida em Hérmia, no Egito sob o domínio dos romanos. Morreu aos 78 anos em 168 d.C em Canopo. Trabalhou em Alexandria entre 120 e 160 d.C., com base em observações astronômicas já anotadas por ele.
Ptolomeu fez o que todos os seus antecessores não fizeram, enquanto todos os outros a cada geração sobre postava de alguma forma suas idéias naquelas já existentes ele sintetizou as obras e descobertas dos mesmos, para isso estudou não só astronomia, mas também matemática, física e geografia.
Sua principal obra foi dividida em 13 livros chamado “A grande síntese”, do árabe Almagesto. Nesse livro Ptolomeu baseia-se de conhecimentos astronômicos dos árabes, indianos e europeus, adotando assim o sistema geocêntrico, no qual a Terra encontra-se no centro do universo, e em torno dela giram Mercúrio, Lua, Vênus, Sol, Marte, Júpiter e Saturno (corpos celestes do conhecimento na época).
Platão e Aristóteles afirmavam em seus estudos que a orbita desses corpos celestes seriam em círculos perfeitos e que a terra seria o centro do universo, Ptolomeu continuaria a afirmar que todos os planetas giravam em torno da Terra, mas perguntava-se: Como a lua muda de fases e de distância? Como a luz um dia a atinge só uma parte dela e no outro a atinge por completa? Como os planetas um ano parecem está tão perto e em outros parece estar tão distantes se tudo isso gira em círculos perfeitos? A partir daí Ptolomeu inventou um complicado sistema de oitenta epiciclos em que se movimentariam esses astros em torno da terra, bastante parecido com o sistema solar conhecido nos dias de hoje.








Ou seja, Ptolomeu não acreditava em somente círculos perfeitos, mas que os corpos celestes giravam em torno de uma própria órbita além da orbita da Terra, formando vários epiciclos.





A igreja continha grande poder sobre importantes decisões tomadas na época e acreditava profundamente que a Terra seria o centro do universo de tal forma a rejeitar outra forma de observação do espaço, assim os estudos de Ptolomeu tiveram grande aceitação e apoio da igreja católica e o modelo geocêntrico foi considerado como correto por cerca de 1500 anos.
Embora o modelo geocêntrico estivesse errado, foi importante para o desenvolvimento posterior da astronomia e da ciência.


Invenções e descobertas:
Ptolomeu também catalogou 1022 estrelas e foi o criador do astrolábio, um importante instrumento nas mãos dos astrônomos por muito tempo. O astrolábio, um instrumento naval muito antigo, era bastante usado para medir a altura dos astros acima do horizonte e na localização das navegações nos mares. Hoje a tecnologia é que responsável por esses cálculos.

Outras Importantes Obras:
“Geografia”, que em oito volumes contém todo o conhecimento geográfico greco-romano; o “Tetrabiblos” livro de astrologia baseado em escritos antigos dos babilônicos, egípcios e gregos; “Óptica”, um tratado de cinco volumes sobre esse tema; e escreveu também o “ Harmónica”, um tratado sobre teoria matemática da música. Embora estivesse errado em muitas de suas conclusões, fato que foi posteriormente comprovado por cientistas como Nicolau Copérnico, Tycho Brahe, Johanes Kepler e Isaac Newton, é incontestável o fato de que ele teve importante contribuição para a ciência, e serviu de degrau para as descobertas que vieram mais tarde. Segundo a tradição islâmica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário